RSS

sábado, 9 de abril de 2011

Resenha A queda para o alto de Herzer

A queda para o alto de Herzer 

Li esse livro duas vezes e lerei uma terceira vez daqui há um tempo. Sou apaixonada pela historia e pela forma como é contada a vida de Sandra Mara Herzer  ou de
Anderson Herzer como ela passou a se alto denominar depois de assumir uma identidade masculina.
Sandra ou Anderson encontrou na morte os fins de seus dramas . Ainda muito pequena sofreu as conseqüência dolorosas, decepções com entes querido e mas tratos. Seu pai foi assassinado quando ela tinha três anos, sua mão morreu quando Sandra ainda não completara oito anos. Foi adotada por seus tios, mas sempre incompreendida, desenvolveu grande sensibilidade também rebeldia. Internada na FEBÉM, neste "mundo diferente, e severo, morto, desumano, injusto" - Como diz o livro - conhecendo mais um lado cruel da vida. A autobiografia contada totalmente com o coração, você sente a dor sofrida pela autora. Ela sofreu muito com o preconceito ao assumir sua homossexualidade e não agüentou esperar o lançamento desse livro. O livro foi lançado de 1982.

"Esta noite foi a noite em que virei astro/ A multidão estava lá, atenta como eu queria/ Suspirei eterna e vitoriosamente/ Pois ali nascia o personagem/ E eu, ator do mundo, como minha solidão.../ Morria!".

É um livro muito emocionante, um relato real de uma jovem que sofreu todo tipo de injustiça...
Tenho o maior orgulho por ter esse livro na minha estante.

2 comentários:

Raphaela disse...

Nossa, acho que ia AMAR ler esse livro!!
É o tipo de estoria que eu gosto *-*

Vou ver se acho para comprar :)

Adoorei a resenha flor!!
E gostei mais ainda de poder conhecer um livro que eu nunca tinha visto sobre..

Beeijos
Rapha - Doce Encanto

noslono disse...

Raphaela,ai ñ é uma estoria,pois estorias são contos imaginários e ai foi vivido sendo assim passa a ser uma historia tá meu desculpe é só uma correcãozinha ta´? beijos

Postar um comentário

sábado, 9 de abril de 2011

Resenha A queda para o alto de Herzer

Postado por Vanessa Almeida às 05:41
A queda para o alto de Herzer 

Li esse livro duas vezes e lerei uma terceira vez daqui há um tempo. Sou apaixonada pela historia e pela forma como é contada a vida de Sandra Mara Herzer  ou de
Anderson Herzer como ela passou a se alto denominar depois de assumir uma identidade masculina.
Sandra ou Anderson encontrou na morte os fins de seus dramas . Ainda muito pequena sofreu as conseqüência dolorosas, decepções com entes querido e mas tratos. Seu pai foi assassinado quando ela tinha três anos, sua mão morreu quando Sandra ainda não completara oito anos. Foi adotada por seus tios, mas sempre incompreendida, desenvolveu grande sensibilidade também rebeldia. Internada na FEBÉM, neste "mundo diferente, e severo, morto, desumano, injusto" - Como diz o livro - conhecendo mais um lado cruel da vida. A autobiografia contada totalmente com o coração, você sente a dor sofrida pela autora. Ela sofreu muito com o preconceito ao assumir sua homossexualidade e não agüentou esperar o lançamento desse livro. O livro foi lançado de 1982.

"Esta noite foi a noite em que virei astro/ A multidão estava lá, atenta como eu queria/ Suspirei eterna e vitoriosamente/ Pois ali nascia o personagem/ E eu, ator do mundo, como minha solidão.../ Morria!".

É um livro muito emocionante, um relato real de uma jovem que sofreu todo tipo de injustiça...
Tenho o maior orgulho por ter esse livro na minha estante.

2 comentários on "Resenha A queda para o alto de Herzer"

Raphaela on 11 de abril de 2011 07:42 disse...

Nossa, acho que ia AMAR ler esse livro!!
É o tipo de estoria que eu gosto *-*

Vou ver se acho para comprar :)

Adoorei a resenha flor!!
E gostei mais ainda de poder conhecer um livro que eu nunca tinha visto sobre..

Beeijos
Rapha - Doce Encanto

noslono on 14 de junho de 2011 16:15 disse...

Raphaela,ai ñ é uma estoria,pois estorias são contos imaginários e ai foi vivido sendo assim passa a ser uma historia tá meu desculpe é só uma correcãozinha ta´? beijos

Postar um comentário